• Ariadne Vasconcelos

Beijinho de Canjica, o nosso doce junino #semglúten e #semovo.


"O Balão vai subindo e vai caindo a garoa, o céu é tão lindo e a noite é tão boa São João, São João acende a fogueira do meu coração." Quem não se recorda desse refrão clássico de todas as festas juninas do Brasil?



Mas, você sabia que a tradição dessas festas é muito mais antiga do que imaginamos. No hemisfério Norte os povos hebreus, egípcios, nórdicos e celtas costumavam celebrar o dia mais longo do verão também conhecido como solstício (que normalmente acontecia no dia 21 e 22 de junho) com uma grande festa pedindo fertilidade e fartura na colheita, era uma espécie de ritual anual que não podia faltar.

Já na Europa essas festas também tinham o mesmo sentido, mas não eram muito bem aceitas pela Igreja Católica que considerava como "pagãs", isso resultou em uma "cristianização" do evento celebrando os dias dos santos católicos Santo Antônio, São João Batista e São Pedro. Assim a celebração foi crescendo já sob as normas católicas e se popularizou por toda Europa.

Como sempre acontecia nas zonas rurais, principalmente em Portugal e Espanha herdou a maioria das suas características: mesa farta com grãos, sementes, bolos de milho, maçãs, fogueira,, a quadrilha (que foi inspirada nas danças francesas), fogos de artifício, muita música e alegria. O que contradiz um pouco com a frieza natural dos europeus que nessa época parecem estar mais alegres e felizes.

Hoje em dia , ainda se mantém essa tradição e o "San Joan" é uma festa que acontece normalmente na praia o que recorda muito o Ano Novo no Brasil, As pessoas vão para a areia e ficam ali a noite inteira escutando a música, dançando, vendo os fogos colorindo a noite, tomando champanhe e comendo a famosa Coca de São João, uma espécie de brioche feito com farinha, fermento, ovos, açúcar e manteiga, com frutas secas e cristalizadas por cima e muito açúcar.

Nesse ano por causa da pandemia do Coronavírus não haverá celebração na praia, mas com certeza todo mundo vai celebrar com um bom pedaço de coca e seu copo de champanhe essa noite mágica que nunca deixou de ser um ritual de celebração à fertilidade dos campos e agradecimento da boa colheita

.

E agora, para deixar a sua festa bem diferente que tal conhecer a receita do nosso Beijinho de Canjica #semgluten e #semovo, receita da nossa super chef Priscila Lorente.



BEIJINHO DE CANJICA


Ingredientes

2 xícaras de canjica branca bem cozida e escorrida.

1 xícara de açúcar cristal ou refinado

100 ml de água (mais ou menos)

100 grs de coco ralado

1 colher (sobremesa) de óleo de coco


Modo de preparo


Bater a canjica com o açúcar e a metade da água no liquidificador, Se necessitar de mais água acrescentar aos poucos para que não fique muito líquida.

Levar essa massa batida para a panela e acrescentar o coco ralado e o óleo de coco.

Cozinhar mexendo sem parar por aproximadamente 5 minutos.

Espere esfriar, enrole e passe no coco ralado.

Decore com um cravo no meio (opcional).


Ah! Para que você possa aprender essa receita direitinha, vamos fazer na nossa LIVE dia 17 de junho no Instagram da Doces de Davi, Até lá.


#docesjuninos #docesdedavi #semgluten #semleite #semovo #apvl#glutenfree #confeitariainclusiva #blogconfeitariainclusivasimples #jornalismo #jornalismogastronomico


57 visualizações

©2019 by Meu Site. Proudly created with Wix.com